Como foi que rolou o Festival de Woodstock

O Festival de Woodstock é considerado até hoje como o festival de rock mais famoso de todos os tempos. O ano era 1969 e a festança ocorreu em uma fazenda na pacata cidade de Bethel, a 160 quilômetros de Nova Yorque.

Pôster de divulgação

Pôster de divulgação

Inicialmente, o festival ocorreria na cidade de Woodstock, mas houve uns imprevistos e o festival acabou acontecendo em Bethel mesmo. O pessoal alugou uma fazenda, com um mês antes do festival. Para não haver confusão, o nome original, Festival de Música e Artes de Woodstock, permaneceu. Havia quatro rapazes idealizadores do evento – o mais velho tinha apenas 26 anos – que pretendiam reunir astros da música, como Bob Dylan, The Doors, Jhon Lennon, Led Zeppelin e Frank Zappa, mas isso não aconteceu, mas outras lendas do rock aceitaram o convite e fizeram shows históricos, como Janis Joplin, Jimi Hendrix, The Who, entre outros.

Jimi Hendrix no festival

Jimi Hendrix no festival

O festival estava previsto para durar três dias acabou se estendendo na semana seguinte. Só para se ter uma idéia, Hendrix começou a tocar na segunda-feira, ás 9 da manhã. E ainda tinha alguns piradex que continuaram acampados lá por um bom tempo. É o tal do Roça and Roll!

Janis Joplin também marcou presença no festiva

Janis Joplin também marcou presença no festiva

Comes-e-bebes: A organização esperava “só” 60 mil pessoas, mas se depararam com uma massa sete vezes maior. O jeito foi improvisar postos de alimentação gratuitos. Até cidades vizinhas doaram frutas, enlatados e outros alimentos.

Camping: Havia cercas, que delimitavam a área reservada para acampamento, mas com o estouro de gente, isso não funcionou e havia barracas e outros meios de se alojar pelos quatro cantos da fazenda e até em outras propriedades.

Emergência: O festival contava com a presença de cerca de 70 médicos e 36 enfermeiras, no total de 6 mil atendimentos durante o evento. Houve “apenas” três mortes: um por overdose de heroína, outro por ruptura de apêndice e o terceiro atropelado por um trator, sem contar que ainda ocorreram dois partos.

Segurança: Policiais voluntários e seguranças contratados pela organização, fizeram o policiamento, num total de 600 pessoas. Como tinha gente demais burlando as leis, ele decidira pegar leve: drogas e pelaões circularam numa boa pela fazenda. “Apenas” cem pessoas foram detidas por uso de drogas.

Vias de acesso: O acesso à fazenda ficaram intransitáveis. A viagem de Nova York a Bethel, que duraria no máximo, chegava a oito. Houve inúmeras reclamaçoes de gente que tinha o ingresso, mas não chegou ao festival.

Bastidores: Os trailers da produção, os camarins e o heliponto ficavam atrás do palco. Se não fosse pelos helicópteros muitos shows não teriam acontecido.

Palco: Passaram pelo palco 32 atrações, entre artistas e bandas. Ele localizava-se na parte mais baixa de uma pequena colina, formando um anfiteatro natural. Como choveu durante o festival, muitos doidões se lambuzavam na lama.

Imprensa: Ela tinha até estacionamento exclusivo, mas para enviar notícias e fotos, só mesmo nas cidades vizinhas do acampamento e a fila do telefone durava no mínimo duas horas.

Sinceramente, esse festival ficou pra história!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: